Início >> Livros >> O vendedor de passados

O vendedor de passados

Livro
13
Avaliação: 
3.285715
Média: 3.29 (7 votos)
Data do debate: 
quinta-feira, 9 de Fevereiro de 2017 - 19:00
Número de páginas: 
208
Ano da primeira publicação: 
2015
Tags: 

“Nada passa, nada expira
O passado é um rio que dorme
e a memória uma mentira multiforme”.

A letra da canção que aparece logo no primeiro capítulo do livro, resume a idéia central do mais recente romance de José Eduardo Agualusa. É a história de um albino que mora em Luanda, Angola, e que traça árvores genealógicas em troco de dinheiro.

Estranho ofício estranho o personagem principal - o vendedor de passados falsos, Félix Ventura - e mais estranho ainda o narrador: uma osga, um tipo de lagartixa. É ela que vai contar como o albino Félix fabrica uma genealogia de luxo para seus clientes. São prósperos empresários, políticos e generais da emergente burguesia angolana que têm futuro assegurado, mas falta-lhes um bom passado.

A vida de Félix anda muito bem, até que uma noite recebe a visita de um estrangeiro à procura de uma identidade angolana. E, então, numa vertigem, o passado irrompe pelo presente e o impossível começa a acontecer. Sátira feroz à atual sociedade angolana, O Vendedor de Passados é uma reflexão sobre a construção da memória e seus equívocos.